Resenha, Sally Nicholls: “Como Viver Eternamente”

como_viver_eternamenteComo Viver Eternamente

Ways to live forever
Autora: Sally Nicholls
Páginas: 232
Editora: Geração
4 ª edição – Março 2014
Tradução: Lidia Luther
Estrelas:  ☆  ☆  ☆

Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos.

Lista Nº 1 – Cinco fatos ao meu respeito
  1. Meu nome é Sam.
  2.  Tenho onze anos
  3. Coleciono histórias e fatos fantásticos.
  4. Tenho leucemia.
  5. Quando você estiver lendo isso, provavelmente já estarei morto.

E esta é a história de Sam Oliver McQueen. Um garoto que tem uma família, uma professora atenciosa e principalmente: sonhos. Leva uma vida normal, a não ser por um fato: Também é um garoto que tem leucemia.  Vou esclarecendo rapidamente um fato: Não há nada de autoajuda nesta história. O título engana? Talvez. Mas não julgue pela capa, é uma história linda, corajosa e real.

Devorei “Como Viver Eternamente” em praticamente horas. Além de ter uma narrativa trivial ( por ser feita por um garoto de 12 anos ) é além de tudo, doce. A autora não tenta conquistar você com gestos emocionantes e, muito menos, com palavras maravilhosas. Não há ambição na história. Há a realidade. Há a pureza, e a sinceridade de Sam em cada palavra.

–  Gostaria muito que vocês tentassem. Contem alguma coisa sobre vocês. Não é que precisem escrever um livro inteiro antes do almoço.

Então foi assim que começamos. Quer dizer, eu comecei. Felix não está fazendo de verdade. Ele escreveu  “Meu nome é Felix Stranger e” e parou. A Sra. Willis não o está mais forçando a escrever. Mas eu, já estou na terceira página.

Tudo começa pelas aulas da Sra. Willis. A própria, é a professora de Sam e Felix, o melhor amigo e companheiro de Sam. Ambos não têm mais condições físicas de frequentar uma escola normal, portanto recebem aulas em casa. Felix tem uma personalidade única. Me fez dar inúmeras gargalhadas durante a história ( mesmo a situação não sendo tão favorável para tanto ). A autora deixa claro que Felix não dá a mínima para o cancêr que tem, e que vive, sempre, à sua vontade: Procurando se divertir. Ele é cheio de vida, e alegra a história com seus toques de ironia, descrença e humor.  Ainda contamos com Rachel, a mãe preocupada e atenciosíssima de Sam. Por muitas vezes, eu cheguei a entendê-la, pois como Felix, seu filho também parece ser alheio á propria doença.  Sam tem o sonho de escrever um livro, e não só esse: Bater um recorde mundial, assistir filmes de terror para maiores de 18, ver um fantasma, passear em um dirigível e ver a terra do espaço também contam nesta lista

Continua  ↓

Continuar lendo

Anúncios